Parceria entre Educação e Saúde Mental do Escolar

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Pedofilia

Muitas pessoas não sabem, mas, para ser pedófilo, não precisa haver relações sexuais (oral, anal, vaginal) entre o criminoso e a vítima. Fantasias ou impulsos sexuais (espiar por janelas, mostrar órgãos genitais, conversar sobre sexo com crianças via internet, tocar órgãos genitais da vítima) também são atitudes de pedofilia.


Principais abusadores:
1) familiares (pai, padrasto, tios, irmãos mais velhos)
2) amigos
3) estranhos - menor percentual

Sinais e sintomas:
1) Machucados / dor / coceira nos órgãos genitais
2) Sangramento (órgãos genitais ou ânus)
3) Infecções urinárias / corrimentos vaginais repetitivos
4) Conversas / comportamentos sexuais
5) Medo de adultos (principalmente de homens)
6) Ansiedade / fobias / depressão
Denuncie! Os resultados físicos e psicológicos em crianças e adolescentes podem ser devastadores e de longa duração.
Indivíduos que sintam atração por crianças / adolescentes e reconhecem isso como comportamento anormal, com medo de "perder o controle", devem procurar atendimento multidisciplinar (psicologia / psiquiatria) urgentemente.

Fonte adicional: clique aqui.

6 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa Brunno! Quanto mais infomada a população melhor!
    Abraço Cordial.
    William de Mattos Santussi

    ResponderExcluir
  2. Show de bola Brunno!!!
    Otima iniciativa.
    O Blog alem de lindo é esclarecedor.
    Parabens!!!
    Estou aqui orgulhosa por ter trabalhado contigo.

    ResponderExcluir
  3. Brunno!Parabéns, pelo blog...mto útil para mtas pessoas, quem sabe assim, as pessoas ficam mais informadas
    beijos,Leila

    ResponderExcluir
  4. Este meu amigo, está ficando muito chique. Bruninho, parabéns por seu blog e apareça aqui no Ceará. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Brunnão,

    Seja bem vindo à Blogosfera. Finalmente vim conhecer este novo cômodo da sua casa...

    Gosto do carater direto e objetivo.


    Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Com certeza, não é necessário fazer coisa alguma para ser pedófilo. A questão é o foco; se você está preocupado em dar assistência ao pedóficlo, o que importa é como ele se sente. Mas, se você está preocupado com as crianças, o importante é o que o pedófilo faz, ou ainda melhor, o que ele deixa de fazer.

    ResponderExcluir